Casa Costa: E-commerce de casa e decoração nascendo do “zero” em VTEX

10 de Novembro de 2021


Página inicial do e-commerce Casa Costa em novembro de 2021

GO-LIVE:
MAIO DE 2021

CATEGORIA:
CASA E DECORAÇÃO

Resumo do case

  • Criação da identidade visual da marca e do e-commerce pela FRN³;
  • + de 100 mil seguidores no Instagram em 4 meses de loja no ar;
  • Funcionalidades como conversational commerce e social selling.

Criar um projeto que nasce de forma nativa no digital, sem qualquer experiência anterior com e-commerce, começando logo com VTEX, que não é uma plataforma de entrada, seria uma decisão um tanto ousada.

Ainda assim, a Casa Costa optou por seguir esse caminho, muito por conta da sua idealizadora, a atriz e empresária Luma Costa.

Sua ambição em criar um business que transformasse o mercado de tablewear e tablescaping no Brasil, sendo uma paixão pessoal da Luma, uma base considerável de 1,4 milhão de seguidores e, por fim, um trabalho consistente de lançamento da loja ajudaram bastante no sucesso em curto prazo do projeto.

No entanto, o lado técnico, de conhecimento em VTEX, de domínio das nuances de um e-commerce e até a falta de uma identidade visual para a Casa Costa eram impeditivos relevantes no começo dos trabalhos.

É aí que a FRN³ entrou para auxiliar o projeto desde a formulação do seu branding, passando pelo treinamento na plataforma, até o desenvolvimento e a entrega da loja.

Neste texto, vamos trazer mais detalhes sobre esse case. Acompanhe!

Conheça a Casa Costa

A Casa Costa é um e-commerce focado em louças, talheres, acessórios, roupas de mesa e demais itens decorativos para ambientes caseiros, como cozinhas, copas e bares.

O projeto vai além da loja. Ele também promove conteúdos sobre esse universo de casa e decoração em suas redes sociais.

Alguns dos pontos fortes da Casa Costa são a sua curadoria de itens e a parceria com artesãos brasileiros. A ideia é evidenciar a estética e a boa qualidade dos nossos artistas, promover suas histórias, servir como uma plataforma de vendas para eles e, claro, oferecer coleções e peças exclusivas para o público.

A loja acabou se tornando uma extensão natural dos conteúdos que a Luma já compartilhava em suas redes sociais com seus seguidores, como as mesas que preparava em casa para um jantar com a família ou recepcionar os amigos.

Menu de itens para vestir a mesa no e-commerce Casa Costa
Alguns dos produtos que a Casa Costa oferece em seu catálogo

A participação da FRN³ no projeto

Além do desenvolvimento do front-end da loja em VTEX, a FRN³ assumiu a criação da identidade visual da Casa Costa.

Como comentamos anteriormente, o projeto chegou até nós em uma fase ainda muito embrionária. Naquela época, não havia sequer uma definição sobre qual seria o logo, a tipografia, as cores e outros elementos. Por isso, apoiamos o cliente nessa fase com a elaboração de todos esses recursos visuais.

Foi um período de muitos estudos e entendimentos do DNA da marca, do que ela buscava ofertar para o público e, sobretudo, de como a Casa Costa gostaria de ser reconhecida.

Abraçar o projeto desde o início foi um dos motivos que fizeram a FRN³ ser a agência escolhida pelo cliente. A Casa Costa tinha esse desejo de contar com um único fornecedor, que fosse o mais one-stop-shop possível.

Como a inexperiência com e-commerce poderia ser uma trava para eles, nossa atuação em diferentes frentes serviu como um trampolim para a sua imersão nesse mercado.

“[O maior desafio com a loja] Sem dúvidas, a falta de conhecimento sobre e-commerce. Sabíamos que queríamos um projeto de comércio digital. Estudamos a oportunidade de mercado mas não sabíamos como e por onde começar.” – Luma Costa, fundadora da Casa Costa

Ao longo do projeto, inclusive, prestamos treinamentos para o uso da plataforma VTEX, o que os ajudou a andar com as próprias pernas após a entrega da loja.

Já entre as funcionalidades do e-commerce, podemos destacar 2 que conversam bem com os fluxos de venda da loja:

  • 👉 Social selling: na página do carrinho de compras, um vendedor ou um consultor pode compartilhar o carrinho montado com um cliente por WhatsApp, e-mail, SMS ou por um link para ser enviado em qualquer mensageiro;
  • 👉 Conversational commerce: o site também disponibiliza um botão para que os seus visitantes entrem em contato com o time de televendas por WhatsApp, reforçando uma interação que já é forte nas redes sociais.

As 2 features são bem importantes em um cenário onde a compra tem um maior valor agregado, em que os clientes, muitas vezes, precisam da consultoria de um vendedor ou de um influenciador no processo.

Carrinho de compras do e-commerce Casa Costa com destaque para os botões de social selling
Carrinho de compras de Casa Costa com destaque para os botões de social selling

Outra que segue nessa linha é a compra por “looks”, onde o cliente tem a opção de comprar o conjunto completo de itens montados e indicados pela loja. Essa funcionalidade foi até destacada pela Luma em nossas conversas:

“Gosto muito da nossa função ‘look’ desenvolvida pela FRN³! Com ela, nós compartilhamos a sugestão da produção completa aos clientes. Em vez de buscarem item a item, eles podem optar por comprar a nossa sugestão, otimizando o tempo e trazendo uma experiência moderna e sofisticada.”

Os resultados de destaque e o potencial de crescimento

Do aspecto de prova social, a Casa Costa atingiu mais de 100 mil seguidores no Instagram somente 4 meses após a sua loja ter entrado no ar.

A própria Luma Costa afirmou, em entrevista à Forbes, que os carros-chefes do seu e-commerce chegaram a se esgotar no primeiro dia de vendas do site.

Isso reflete a boa receptividade que a Casa Costa teve com o público nesses primeiros meses de funcionamento:

“Nós consideramos nosso negócio muito bem aceito e em crescimento exponencial. Tivemos uma grata surpresa com a aceitação do mercado e logo identificamos nosso público. Hoje, nosso desafio é captar novos clientes e apresentar a marca para mais clientes em potencial.” – Luma Costa

E o mercado dá bons sinais de que esse desafio possa ser cumprido. Para você ter uma ideia, a Casa Costa faz parte da categoria (casa e decoração) que mais cresceu em faturamento (155%) e número de pedidos (67%) no e-commerce brasileiro no primeiro semestre de 2021 em relação ao mesmo período de 2020 — os dados são da Ebit/Nielsen. Parte do sucesso da loja pode se explicar por esse movimento, que pode manter esse padrão (ainda que em menor escala) nos próximos semestres.

O projeto também tem potencial para embarcar no interesse que os consumidores brasileiros têm em relação aos itens de casa e decoração durante a Black Friday. Seu setor está entre os 5 com maior intenção declarada de compra entre as pessoas que ainda não definiram se vão aproveitar as ofertas desse evento em 2021, de acordo com uma pesquisa feita pela All iN, Opinion Box e Social Miner.

O peso de ter uma marca forte por trás de um lançamento

Começar um novo e-commerce em VTEX não é o caminho mais comum para um projeto que nasce do “zero”.

No caso de Casa Costa, apesar de não terem uma experiência anterior com vendas ou com comércio eletrônico, a marca já vinha sendo construída com o tempo.

O fator-chave aí é a própria Luma Costa e em como ela associou sua imagem e seus conteúdos, especialmente no Instagram, com esse projeto.

Ter mais de 1 milhão de seguidores, falar sobre tablewear e tablescaping com frequência, compartilhar um estilo de vida que inspirasse ou gerasse identificação com seus potenciais consumidores, possuir uma boa entrada na mídia (o lançamento da loja foi notícia em portais como Forbes, Exame e Vogue, por exemplo)… Enfim, tudo isso ajudou a criar uma história mais consistente, que desse aquele empurrão para a loja impulsionar suas vendas.

Página de produto com preview do carrinho de compras na barra lateral
Página de produto com preview do carrinho de compras na barra lateral

Os benefícios de ter um parceiro especialista em soluções de ponta a ponta

Projetos em estágios mais iniciais até mesmo em criação da marca e conhecimento de e-commerce precisam de um suporte mais próximo dos seus parceiros estratégicos.

Quando uma agência consegue cobrir esses pontos, participando da jornada desde o seu começo até o lançamento da loja, o cliente recebe suas entregas mais rapidamente e reduz o desperdício de informações (fica tudo unificado em um ponto de contato).

Por isso, estude bem a capacidade de entrega dos seus parceiros (entre agências e empresas de tecnologia) para saber o quanto eles podem cobrir o escopo do seu projeto com eficiência. Afinal, não adianta querer abraçar o mundo e ser mediano em quase tudo.

Aqui na FRN³, podemos auxiliar sua loja com uma identidade visual que reflita os seus valores, com um site rápido e com boa usabilidade, com treinamentos e consultorias que vão direcionar sua equipe a adotar as melhores práticas para negócios digitais e outros detalhes que você pode conferir navegando em nossa página inicial.

Se quiser trocar uma ideia conosco, é só chegar em nossa página de contato.